Inércia? Não. Movimento!

ABVE-realiza-1º-Movimento-Paulistano-do-Veículo-Híbrido-e-Elétrico-no-dia-27-de-agosto-1.jpg

Ontem, sábado, 27 de agosto, a ABVE (Associação Brasileira do Veículo Elétrico) promoveu um passeio com veículos elétricos. Esse passeio faz parte do Movimento Paulistano do Veículo Híbrido e Elétrico. Além de carros híbridos, plug-in híbridos e elétricos, o passeio contou com a participação de ônibus elétricos e híbridos, scooters, bicicletas e outros veículos que eu nem saberia dizer o nome ou categoria.  🙂

O trajeto foi da avenida 13 de maio até a Praça Charles Müller, passando pela avenida paulista. Soube do presidente da ABVE que o número de carros superou as expectativas. Isso ajuda a explicar um pouco a demora em “engrenar” o comboio que, aliás, contou com o apoio de uma viatura da CET e da polícia.

Entre os veículos, chamou a atenção a presença maciça da Toyota, com várias edições do Prius. Infelizmente, a versão plug-in, que pode rodar dezenas de quilômetros em modo puramente elétrico, não deve vir ao Brasil. Destaco, também, a Volkswagen, que levou alguns Golf híbridos plug-in, em processo de homologação. Em conversa com o Renato, da área de Brand Experience da montadora alemã, pude perceber uma franca motivação em conseguir trazer o carro por menos de R$ 100 mil. Espero que a VW consiga, realmente. Será muito bom para o mercado pois, atualmente, não conheço nenhum carro de linha elétrico e/ou híbrido à venda no Brasil com preço abaixo dos seis dígitos. Aliás, de acordo com o Renato, o Golf híbrido plug-in tem uma autonomia total de 940 quilômetros e pode rodar, em modo exclusivamente elétrico, até 50 quilômetros. Ou seja: para o trânsito urbano, seria uma ótima opção. A potência total do modelo ultrapassa os 200 CV.

IMG_4455.JPG
Golf GTE: híbrido plug-in. Dá para rodar até 50 Km só no modo elétrico. E carregar na tomada depois.

A Renault também marcou presença com o Zoe e o ousado Twizy, ambos 100% elétricos. O Twizy é uma aposta puramente urbana, como um meio termo entre um carro e um quadriciclo. Aliás, ele é enquadrado pela lei como um “quadriciclo-carro” e pode ser emplacado no país. Eu gostei. Só resta saber quanto custaria um brinquedo desses. Ah, sim: menção honrosa à Lexus e – surpresa – à chinesa BYD (Build Your Dreams). A primeira com um CT200h, híbrido. E a segunda com uma van 100% elétrica. Infelizmente, quando fui tirar foto, o representante da marca já havia partido. Mas meu amigo Ramiro, que encontrei no evento, fez um vídeo onde o modelo aparece: Vídeo do Ramiro

Quando vi umas scooters elétricas bem bonitas, não resisti. Me parece que havia duas marcas, mas eu falei só com o Fábio, da Wind. E, além de fazer um breve test drive, gostei do que vi e ouvi. Segundo o Fábio, os preços dos scooters Wind ficarão entre R$ 5 mil e R$ 8 mil. A autonomia do modelo que fiz o test drive é de 60 Km. O scooter alcança 60 km/h e pode ser carregado na tomada comum. Confesso que os duendes estão me tentando….

IMG_4452.JPG
Scooter Wind. Autonomia de 60 km, velocidade máxima de 60 km/h e preço entre R$ 5 mil e R$ 8 mil. Tentação…

Gostei muito da iniciativa do passeio e do movimento. Conheci o Ricardo, presidente da ABVE, e combinamos de conversar após o 12º Salão Latino Americano de Veículos Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias, que acontecerá esta semana, de 1º a 3 de setembro. Como comentei antes, também encontrei o amigo Ramiro Cruz, muito engajado com a “causa” dos veículos elétricos e que está desenvolvendo o projeto de um caminhão elétrico. Enfim, foi um belo programa de sábado. Só penso que faltou um grand finale para o passeio. Algum tipo de show ou sorteio de algum brinde. Ou, ainda, um circuito para teste drive dos diversos carros presentes. Houve, de fato, uma confraternização entre os participantes e pude conhecer diversas pessoas interessantes. Aliás, dona BMW, só tinha o meu i3 representando a marca. Sou um ótimo RP involuntário de vocês. Todo mundo me perguntou se eu era da BMW. Não sei se há alguma conversa entre a ABVE e a BMW, mas está mais do que na hora da montadora bávara, pioneira em colocar à venda no Brasil um carro de tração exclusivamente elétrica, participar da entidade ou de eventos como esse passeio. A hora é de união entre as diversas montadoras para fomentar o mercado de veículos elétricos no país. Saímos da inércia. Mas precisamos continuar em movimento!!

 

 

2 comentários sobre “Inércia? Não. Movimento!

  1. ola, boa tarde meu nome é Jorge Siqueira.
    neste ultimo final de semana estive na concesssionaria Autostar e recebi da (executiva de vendas) Alessandra Rodrigues, o seu blog e estou escrevendo , pois pretendo adquirir um I3 estou muito interessado.,
    Moro em Bragan;a Paulista e vamos ver se a vontade de adquirir um eletrico prevale;e sobre a raz’ao.
    Abra;os,
    Jorge Siqueira

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s